Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Os faixas roxas são os piores

por umavidasemcouves, em 01.03.16

Raspagens, idas para as costas, lutas e mais lutas. Foi um belo dia para levar na boca dos faixas roxas. São os piores. O branco tem medo, o azul respeito. O castanho quer divertir-se, o preto ensinar. O faixa roxa só quer dar porrada. Usa os faixas brancas para fazer o que sabe melhor, sempre com a certeza que não terá grande resistência. Fica com o ego nos píncaros para se atirar aos mais graduados. No meio disto tudo, abriu-me o lábio (não teve culpa) e sujei o químono. Sexta há cerimónia. Vamos ver o que me calha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tempo e paciência

por umavidasemcouves, em 26.02.16

Imaginem um gajo que é fraquinho no jiu-jitsu. Vai treinar e, mal entra na academia, já se quer pôr a milhas. Equipa-se, entra no tatame...e acaba numa aula com o mestre (faixa preta), um lutador profissional de MMA, e um militar. E não é que foi o que eu estava a precisar?

 

Dei tudo o que tinha e não tinha. De falta de esforço nunca me poderão acusar. Insistimos em triângulos, e até não me safo mal naquela finalização. Fujo o quadril com facilidade, fecho melhor o triângulo e tenho força nas pernas. É o estrangulamento que melhor conheço. Já levei tantos, que conheço os ataques e contra-ataques de cor.

 

De seguida fizemos guarda, num dos drills mais intensos, exigentes e cansativos que há. Sobretudo para quem está em baixo. Fiquei exausto, a ver estrelas, dei o que pude, e consegui passar guarda duas vezes a um atleta mais forte do que eu. E só na técnica.

 

Nos rolas foi até cair. Sem ligar a derrotas, a bater quando tinha de bater, a aplicar aquilo que sei, por melhor que fosse o adversário. O melhor do jiu-jitsu são as relações que se criam. O sucesso individual depende do sucesso coletivo. Sem os incentivos dos meus colegas e professor, já tinha desistido. Posso não gostar de ouvir um «tens de trabalhar mais», porque não há ali ninguém que trabalhe mais do que eu. Mas gosto que reconheçam o meu esforço, e que me digam que fui a pessoa que mais evoluiu num ano.

 

Na próxima semana há cerimónia de graduações. Infelizmente não poderei ir. Ficarei feliz por todos os meus parceiros de treino. Gostava de receber, pelo menos, mais um grau. Pelo esforço. Não justifico muito mais. Ainda falta muito para a faixa azul. Com tempo e paciência chegarei lá.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D